Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

APRENDENDO A COMER UMA BUCETA ADULTA

O verão que as crianças estavam no acampamento e Ralph meu marido estava ausente em um simposio, e eu finalmente estava em casa para uma mudança nos máveis, e meus planos era fazer o menos possível, de repente o tempo melhorou.



Eu pus meu bikini mais cavado, me revesti com manteiga de cacau, e me dirigi para o quintal com uma novela trash para ler.



Alguns pássaros chilraram preguiçosos com o calor. A única outra coisa para quebrar o silêncio era o snip de tesouras de podar jardim, porque nosso vizinho, Sr. Raskin, cortava seus arbustos.



Agora era um bocado mau de mim pensar assim mas o Sr. Raskin tem sempre sido uma truta velha safado e rabugento, assim que eu comecei a fazer umas poses provocativas lá no quintal para sacaneá-lo. Eu fui surpreendida quando uma cabeça apareceu sobre o meu muro, e não era o Sr. Raskin. Era sua filha de 1x aninhos, Hilary, voltando da escola. “Oh, hello, criança,” Eu disse, demorou um tanto. “Dizer por favor a sua mãe que eu estou para trazer seu tenis para voce usar na escola, e eu lhe darei ele em um dia mais ou menos assim.”



A “Mamãe e o papi estão nos alpes, Sra,” Hilary ela disse. “ SeVocê puder me avisar quando eles voltarem.”



Eu pensei por um momento. “Hilary,” Eu disse, “você está com um olhar triste,eu estarei contente de compartilhar deste jarro agradável da limonada fresca se você passar para este lado do muro.”



Hilary parou um pouquinho e pensou.. e disse -ok senhora.



Pulando o muro em seu ponto mais baixo,veio e se sentou a meu lado. arrancou algumas folhas da árvore e colocou no chão para se sentar perto de mim. Eu enchi meu copo e ofereci a ela.



Eu me estiquei, dobrando meu joelho e ficando nos dedos do pé, para fazer com que ela visse que ainda estava longe de mim.



Â“É assim quente e doce,”eu disse. “Eu acho que a maneira mais fácil de refrigerar é com um chuveiro agradável, você não acha?”



“Sim,” disse Hilary.



“No fato eu devo me refrescar em um, e eu sugiro que você faça o mesmo, garotinha nova.”



Eu sentei-me mais para cima e me estiquei, deixando meu alto do bikini levantar um pouco. Hilary ficou vermelha e bebeu rapidamente o suco que estava no seu copinho e depois entregou-me. Eu alcancei como se para aproveitar e olhar para a "criança“



É um verão quente, não é? eu imagino que os reservatários estão baixos,” Eu disse. “Não use o chuveiro por muito tempo.”



Oh “Não.,” disse Hilary.



“Eu tenho uma idéia, siga-me.”



Eu reenchi seu copo e a conduzi ao box no banheiro. Eu fechei o registro. E tranquei a porta. O quarto encheu-se com o vapor enquanto eu revelei meu corpo.



“Um chuveiro usa menos água do que dois, você não concorda?” Eu disse, olhando para ela.



“Eu suponho,” disse ela nervosa.



Hilary tirou seu shorts e o colocou no alto do tanque. Seu cabelo loirinho derramou para baixo sobre seus ombros, eram lisos e longos. Eu soube que eu teria que me mover rapidamente, Meu dedo enganchou em seus cabelinhos e eu puxei-a para mim. Eu dobrei-me ligeiramente para pôr meus labios sobre os dela. Ela Resistiu no início, mas eu pressionei meu corpo grande sobre o dela.



“Oh, Sra. pa, par e!, p por favor”



“Mmm, relaxe apenas,docinhol.”



Logo minha lingua estava em sua boca. Eu gemi enquanto nossas linguas se entrelaçavam. Sua respiração estava vindo rapidamente, e eu poderia sentir sua batida do coração. Seu coraçãozinho disparava enquanto eu apertei sua boquinha linda com meus labios e enchi sua garganta bonita com minha enorme lingua gorda. Minha mão livre delicadamente achou seu pubis ainda sem pelinho nenhum e começou a massagea-lo.



“Ohh, deus,” respirou. “Isto não é direito…” Seus ouvidos vibraram enquanto eu pressionei meus dedos em seu rego. Ela deu um Salto ligeiro, mas não me parou, estava petrificada de medo (adoro isso,adoro quando sentem medo, assim aceitam tudo) Nás continuamos desta maneira por um tempo até que eu me decidisse para uma mudança., Eu sentei-me no assento do toalete e liguei a água quente.



Então eu arrastei a menina pela mão e puxei-a para mim. Sua boca foi manchada com meu batom.



“Eu gostaria que primeiro você me lavasse queridinha.” Ela Não compreendeu no início. Porque eu empurrei seu pequenino braço para baixo, fazendo-a ficar de joelhos na minha frente. Eu puxei de lado meu bikini para revelar minha Buceta.



“Lá, Minha Queridinha,. Eu penso que você sabe o que fazer.”



A menina olhou com os olhinhos esbugalhados para a minha Enorme Buceta Adulta. Agitou sua cabeça momentaneamente dizendo que não, mas eu puxei sua cabeçinha para a frente com minhas duas mãos.



“Lamba ela queridinha.Isso é tudo que eu quero.”



Seus peitinhos penduraram livre no bordo da privada onde eu estava sentada, enquanto elazinha se dobrou para a frente. Depois que um beijo tímido e um choramingo, a menina colocou sua linguinha pra fora. e Lambeu ao longo do comprimento de meu Rego.



O “Piruzinho, aquele é ele. Coma-o direitinho, Agora!.”

Meu enorme grelo gordo já estava quaser todo pra fora da capa eu retruquei novamente

'Ande! coma-o logo piranha! arregace e chupe, chupe como se fosse uma balinha..."



Eu introduzi minha Buceta em sua cara enquanto ela tremendo de medo com minha dominação verbal começou a lamber mais duramente e mais rapidamente.



Ohhh “Ahhh yeah, faça-me gozarr, sua cadelinha safada!. Isso é bom. Isssooo. Lambe e chupa meu big clit lá, oh! Aquele é ele, mmmmmÂ…está enorme!.” Eu girava meus quadris em sua cara enquanto meu melado começou a revestir sua cara inocente e doce. Chupava e lambia meu clit gordo e vermelho, seu nariz enterrado em meu cabelo pubico marrom avermelhado que ia de uma virilha a outra. Suas mãos pequenas empuravam minhas coxas tentando me empurrar enquanto eu segurava sua cabecinha com as duas mãos e começava um vai e vem gostoso em sua carinha fazendo-a me comer.



“Oh, deus!”



Eu vim,espremendo meus quadris em sua cara. Ela choramingava enquanto eu a apertava de encontro a meus sucos melequentos. Enquanto eu estava quase acabando o meu gozo farto, eu soube que este não era o fim. Para uma coisa eu sabia, elazinha tinha uma amiguinha muito bonita, muito nova que eu tinha visto uma vez entrar em sua casa. Estava sendo possível ter eu em outra hora ainda mais divertimento?



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico de puta tarada por rolacrossdresser conto eroticocontos abusadoeu perdi a virgindade no cú da minha mãe contos eróticosconto fui na casa do patrinho e ele comeu meu cueu comi mimha empregada rru confessoconto punhetinha gostosacontos eroticoscasada na massagemcontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos querendo uma rapidinhaconto erotico comendo a massatorepeutacontos comi velha ke tava bebeda na ruawww.contos eróticos meu pai viajo minha fico beba eu fudi ela.comContos eróticos - fudendo com dorhttps://idlestates.ru/m/conto_18200_meu-sobrinho-gosta-de-me-ver-completo.htmlContos eroticos gays o consolo de borracha no cu do meu paiporno club conto eroticos de meninos gayscontos eroticos meu alfilhado e um jegue.contos Praia de nudismo.a cachorra d vizinho no cio fodi eka contos eroicosgarota de kize anos sedo em coxadaboa noite cinderela na tia evangelica contocentro inesperado levantando a mini-saia delavideo sexe etiado pauzudo emadrastacontos-meu cuzinho contraindo no teu dedocontos de cú de irmà da igrejaContos punheta duplacontos de cú de irmà da igrejacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos de gay comi a bunda do irmão do meu colegacontos namorada pau enormecontos gay - um viadinho estuprado muita dor humilhadoorgias/contoscontos eróticos o filho de minha amigaamava bater punheta no pique escondecontos eróticos inversão bêbadolevei a amiga da minha filha pro clube conto eroticoporno club contos eroticos de meninos gaysa empregada chupou minha bucetinha contos eroticos tennisfui me encontra com o cara ele tinha um pau deliciosopunheta com meu amigo hetero buceteiro conto erotico so punheyaContos eróticos farmacêutico coroaminha mae bebendo porra contoconto erotico arrombada na florestaContos eroticos gays danfo meu bundao para o meu medicomeu tio me dava a mamadeiraconto erostico meu namorado e o amigo me comeucontos gay militarcontos eroticos, bebada dei a buceta pra todos da boatecontos de crosdresseresContos eroticoa transei cm um aduto na infanciaContos gays me fantasiei de mulher no cine pornoa puta virgem chora através do pau grosso vídeo 3 minutoscontos eroticos exibicionismocontos eróticos ele disse xingamentos porradacontos eroticos estourando a bucetinha minusculagrelao 3cm comendo contoscontos eróticos,mulheres q dão para vários homensContos erroticos de prinos e prinas sexoFodi a enteada a cunhada e sobrinha na praia de nudismo contoerooticoContos eróticos a baixinha gostosonaContos picantes de rapidinha no acampamento (traição)somos putas no colegio contosamigocontoseroticoscontos eroticos humilhadaminha mae da para um velho pirocudo espiei ela contosContos curtos excitantes de coroa estrupada e gostandoquero história de putaria de caminhoneiro um comendo o cu do outro contandocontos erotico mayara piercingcontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavaloconto erotico a filha curiosaela gritou dizendo q seu cu tava doendo contoscomendoagatinhada farmácialimpador de quintal me comeu sou casada contosmaridos broxas contosa crente virgem e o borracheiro conto erotico