Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FAMILIA DAS PUTAS

Meu nome é Gabriela, tenho 19 aninhos e desde novinha me visto como uma menininha. Sou morena da pele bem clarinha, toda lisinha de bumbum arrebitado e cinturinha fina, tenho os cabelos lisos e compridos e meu cuzinho apesar de tudo é bem apertadinho.

Tenho uma irmã dois anos mais velha que eu e que sempre foi muito puta, desde novinha ela usa roupinhas curtas e provocantes e é claro que linda e gostosa vive sendo enrabada pelos traficantes daqui do morro onde moramos.

Meu pai se separou de minha mãe assim que ele soube que minha irmã tinha pra quem puxar, pois a minha querida mãe adorava levar um monte de machos pra casa e trepar com todos eles de uma vez quando o corninho saia pra trabalhar.

Assim, eu cresci admirando o mundo feminino e o poder de sedução delas, as calcinhas, as sainhas e shortinhos que as deixavam ainda mais femininas e toda vez que ficava sozinha em casa eu aproveitava pra me vestir como elas e ter a certeza de que eu tambem era parte da família, pois me transformava em uma verdadeira vadia quando vestia aquelas roupinhas. Eu enfiava objetos no meu rabinho virgem e ficava me imaginando no lugar delas, de quatro sendo fodida com força por algum traficante armado.

Com o passar do tempo resolvi que não mais ficaria entre quatro paredes apenas imaginando e quando fiquei sozinha em casa pela primeira vez apás essa decisão convoquei logo um amiguinho pra jogar vídeo game em minha casa e é claro que eu tinha segundas intenções, deixei ele na sala e fui logo me montar no quarto. Enquanto ele se distraia na tela da tv eu me maquiava, passava batom e desfilava na frente do espelho de sainha cor de rosa bem curtinha, blusinha branca, calcinha branca fio dental enfiada e salto alto de cristal.

Logo chamei o Rodrigo pra me ajudar com uma caixa de jogos no quarto e quando ele chegou, eu já estava de quatro na cama com o bumbum virado pra ele. Espantado e com cara de safado ele me confundiu com minha irmã:

- Nossa Josy sempre quis te pegar desse jeito, Cadê seu irmão?

- Me come como se eu fosse a Jô vai. Prometo que você vai adorar.

- Cara! Cê ta maluco? Se bem que você ta parecendo sua irmã mesmo hein. Chupa meu pau então!

Quando me virei ele já foi abaixando a bermuda e me ajoelhei pra meu primeiro macho, meu primeiro boquete. Comecei então a fazer como nas revistas que o práprio Rodrigo havia me mostrado e então me lembrava da minha mãe fazendo o mesmo quando eu ficava espiando ela. Eu chupava as bolas e ia subindo até engolir o pau de uma vez, e babava muito, ele tava adorando. Ficamos assim por 19 minutos até que ele pediu pra me comer logo. Posicionei-me de quatro na frente dele e senti minha calcinha descer até os pés, ele então cuspiu no pau e levantou minha saia, enfiou um dedo enquanto espalhava a saliva naquela tora de moleque que mais parecia um adulto, depois cuspiu no meu cuzinho e enfiou de uma vez sá:

- Seu FDP você ta me rasgando!

- Dizem que sua irmã e sua mãe aguentam sem reclamar, se você quer ser como elas têm q ficar quietinha e gemer como uma puta seu viadinho.

Eu chorava e pedia pra ele parar, mas ele tapou minha boca e me estuprava com força. Depois de alguns minutos comecei a sentir prazer e a rebolar, ao perceber ele me soltou e comecei a pedir mais:

- Vai Rodrigo come essa menininha, fode meu cu, me arregaça toda vai, mete com mais força, tira sangue de mim seu puto!

Com essa barulheira toda eu nem percebi que minha mãe acabara de chegar e nos observava da porta do quarto. Era maravilhoso rebolar toda molhadinha com uma pica no meio do cu. Senti ele pulsar dentro de mim e logo aquela porra quente bem no fundo do meu rabo arrombado, foi aí que olhei para o lado e vi minha mãe aplaudindo a situação.

Rodrigo se assustou e correu pra sua casa e o único sermão que tomei foi por não ter usado camisinha. Ela disse que se essa era uma opção minha, tudo bem, que eu seria a mais nova puta da casa. A Gabyzinha.

Essa é minha historia. Se gostarem eu conto mais sobre o que aconteceu depois desse dia.

Beijo gostoso a todos.



Gaby.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


meu cachorro me comeu a forca.contosconto porno xixi padrinhoconto erotico perdi calcinhacontos com letras grandes , a rabuda e os dois travecoshistoria e contos lesbica primeira vez com minha babaprovoquei o velho e fui fudidacontos transei por dinheirocontos comi minhas filhasminha esposa armou pra eu ser arrombado por um travestisconto do negao velho e pirocudopornotrasandocomatiaComtos filha fodida pelo pai e amigos deleo papai da minha amiga contos eu tinha sete anosx vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticosvarios homens foderam minha esposa contocontos de coroa com novinhominha ex mulher virou puta da minha esposa conto eroticominha mae me fez de travesti contocontos eroticos pauzao do papaicontos erotico o menino eo meu maridominha irmã enfiava objetos no meu conto gayFoderam gente contos tennsconto erotico, a cunha q levou rola por curiosidadeconto porno gay putinha de várioscontos eroticos de tia masturbacaoContopropostaindecentecontos de cú de madrinhacontos exitantes de aline bebada com varioscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaeu adoro usar calcinha hoje sou travesti fresca afeminadaconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigaporno gey contos eroticos trnzando com priminho de doze anostia de saia safada contominha calcinha no banheiro contosconto erotico o viadinho de calcinha no asilocontos eróticos minha esposa e os dois n***** africanoshomen dando cu para a gradeucontos eroticos sograeu ea madrinha contonao tira papai deixa que eu vo gozarEDNA safada de são paulo poi ve a folha fundedo com o primo dentro de casapornodoido transando com mulher peituda e fim de noite espíritaContos erotico zooo japonezarelatos de zoofiliaconto erótico minha prima grávidacontos eroticos verdadeiro primo bem dotado da minha mulher pasa ferias em casaque cu mais apertado agora chora contocontos eróticos isto e realcontos eroticos raquelTennis zelenograd contoconto erotico traindo a namorada debaixo das cobertas no escurocontos eróticos sogra pega mulher metendo na camacomi minha irman dos pezinhos lindos contos eroticoscontos de coroa com novinhopau duro micaelacontos eróticos levando na piscinaconto excitante de incesto viciada em analnão resistiu ficar em casa sozinho com a filha gostosa e estrupou a xota e o cuzinho dela ela nao conseguiu escapaContos de ninfetas que gostam de andarem nuasconto com foto finji dormi i papai mi enraboconto erotico um padre me come e eu sou homemcontos mulher do primo lesbicascontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico noiva deu para morador de ruaconto o inimigo do meu pai me comeu contos eróticos putona do touroconto erotico desconfiei de minha esposacontos eróticos meu marido me levou numa casa de swingeu, meu marido e uma trans linda contoconto erotico funkeiro chupando novinha no funkconto morador de rua roludo comei gpstos minha esposacontos eróticos me surpreendeu na casa de swingcoros bem casada no primeiro anal da vida contos mais lidoscontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecontos eroticod vadia chora na rolacafetao metendo na minha filha conto eroticos