Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODIDA POR UM DESCONHECIDO!

meu nome é Juliana, tenho 20 anos, 1.60 de altura e 56 quilos, sou morena, tenho cabelos lisos e sou ruiva. um corpinho bem desenvolvido. bom sou solteira por via das contas, estava namorando um gatinho lindo, mas ele me despensou, fiquei meses mal com isso, mas hoje meus amigos me chamaram para ir na festa, saimos de casa era 23:00 chegamos la estava cheia, e muitos homens lindos me olharam, eu fiquei toda excitadinha, imaginando fuder com um desconhecido. estava tocando funk, e eu rebolava que nem louca, ja tinha bebido bastante, e estava de vestidinho, os homens ficavam olhando minha calcinha de rendinha vermelha, e ficavam louco, e eu cada vez rebolava mas, e nessa de provocação chega um moreno, forte, lindo atras de mim, aparentava ter 25 anos, e escosta seu corpo junto ao meu, nossa eu quase morri de tanto tesão, ele falo no meu ouvindo qual era meu nome, e eu disse, e perguntei o nome dele, era Diego, era solteiro assim como eu, ficamos dançando, eu me esfregava naquele pau maravilhoso, ja durinho escontando na minha bunda, ja estava toda molhadinha, e chamei ele para irmos pra um lugar mas calmo, ele perguntou se poderia ser na casa dele, e eu topei, não era virgem, pra que iria recusar e ter medo ? assim foi eu toda excitadinha, chegamos a casa dele ja nos beijamos, ele me agarrava e apertava minha bunda, eu me roçava nele, e beijava seu pescoço, eu não aguentava de tanto tesão, quele homem maravilhoso me agarrando, comecei a tirar a roupa dele, e ele a minha, tirei aquela cueca branca, vi o que me esperava, um pau grande e groço durinho, me ajoelhei, olhei pra cara do Diego, ele estava de olhos fechados, lambi sua cabeçinha, e ele deu uma gemedinha baixa, então sem perder tempo, abocanhei aquele pau delicioso, fazendo um vai vem rápido, Diego gemia e agarrava meus cabelos, ele dizia: lambe sua cachorra, chupa meu pau, ah, gostosa, com aquilo eu ficava louca, chupava tudo, aquele pau ja pulsando na minha boca, comecei a chupar e a punhetar ele ao mesmo tempo, ele gemia tão alto e me chamava de puta, ja não se aguentando, me puxo e me deito na cama me fazendo ficar com as pernas abertas, se posicionou no meio e esfrego aquele pau na minha bucetinha ja toda molhadinha, boto a cabeçinha e tiro, eu pedia pra ele enfiar tudo, e sem perder tempo , ele colo tudo na minha bucetinha, de uma vez, eu soltei um gritinho de dor e de prazer, ele começo fazendo um vai e vem muito rapido, arrombando minha bucetinha, eu gemia muito alto, pedindo mais, ele enfiava com tudo, me chamando de putinha, eu delirava com aquele pau gostoso dentro de mim, comecei a tocar meus peitos, apertando-os com vontade, chamava ele de safado, ele gemia na mesma frequencia que eu, e massageava meu grelinho durinho, ja toda excitava pedi pra ele me comer de quatro, ele me coloco de quatro, e enfio denovo na minha bucetinha, eu gemia, e ele colocava com raiva, eu comecei a rebolar naquele pau, ja nao me aguentando, gozei, gritei de tanto tesão, ele vendo aquilo sá o deixou com mas tesão, ele dizia: gozo sua cadela? agora espera seu leitinho, porque não acabei, aquilo me deixo louca, eu queria que ele me fodesse toda, queria ficar toda arrombadinha pra ele, ele então me pediu pra sentar no seu pai, assim eu fiz, estava sendo uma verdadeira cadela, sentei com tudo, comecei a cavalgar naquele pau grosso, ele me chamava de puta e de cachorra, eu sentava e me esfregava naquela pica, ele apertava minha bunda e me ajudava com os movimentos, eu louca com aquilo, aumentei o ritimo, e sentei com mas força, ele começo a gemer mais alto, e dizia : senta no pau sua vagabunda, quero te ver toda arrombadinha. eu sentava e rebolava, gemia sem parar, aquele pau grosso dentro de mim, um desconhecido me fudendo, aquilo me deixava mas excitava, ele sem aguentar gozo dentro da minha bucetinha, senti aquele leitinho quente escorrendo pelas minhas coxas, cansadinha deitei ao seu lado, e ele me disse: ainda é sá o começo minha putinha, me assustei pois meu namorado gozava e acabava por ai, fiquei ainda mas excitada, pois receberia mas pau na minha buceta, ele me coloco em pé e de costas, e disse no meu ouvido : agora quero esse cuzinho, eu me enganei, nao era na bucetinha, ele não espero eu responder, e enfio no meu cuzinho de uma vez sá, eu dei um gritinho bem alto, mas a dor se transformo em prazer, ele enfiava com tudo no meu cuzinho, eu ficava muito excitava, ele gemia no meu ouvindo me chamando de cadelinha, eu comecei a rebolar, queria tudinho dentro de mim, eu gemia que nem uma louca, ele enfiava cade vez mas forte no meu cuzinho apertadinho, morrendo de tesão comecei a me mastubar também, com uma mão eu coloquei encima do meu grelinho, comecei a esfolar ele, eu gritava de tanto tesão, nunca tinha sentindo aquele fogo, ele bombava no meu cuzinho que nem louco, eu chamava ele de cavalo, ele estava louco de tesão outra vez, ja esperava a hora de ele gozar outra vez, eu estava chegando ao meu orgasmo, então comecei a esfregar meu grelinho com mas força, e ele enfiava com mas rapidez arrombando minhas ultimas preguinhas. ja não me aguentando com aquele pau bombamdo meu cuzinho e meus dedinhos esfolando meu grelinho, gozei que nem louca, e tive um orgasmo maravilhoso, gritei alto, e ele sentiu tanto tesão a essa hora que gozo no meu cuzinho, fiquei doidinha com aquilo, aquela porra quente no meu cú, adorei, deitamos exautos, Diego era um homem átimo, lindo e bom de cama, tivemos muitas outras noites juntas, mas isso eu conto depois ...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


caralhudo contocontos eroticos de professoras maduras casadas que metem com os alunos novinhoscontos enteada pega no pau pretoContopropostaindecentecontos eroticos trote da faculdade comi o cú da calouraGozando na boca Abrantes dela chuparconto erotico velho tarado e cachorroMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,Contos eroticos descendo escada de saiaconto erotico meu tio fez virar puta8ontos eroticos gys bem filha da putaconto erótico novinho escondidi escurocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casabuceta gegadecontos gay pai bebado suadocontos eroticos minhas filhinhastextos contos safadinhas meninas viadinhos estminha mulher mal caminhava de tanto pau q levou conto eroticocontos eu era enrabada toda noite pelo taradowww.contos eróticos.com.br enrrabei a patroahestoria erotica o grandi fatasia do meu marido e c cornoDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eróticos meninas de 20 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho vermelhoConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadonoite maravilhosa com a cunhada casada contosconto erotico meu tio fez virar putabuceta gegadehistoria erotica meu marido.cm meu sogro e dei.cusegurou a filha para tirar cabaçoconto erótico prima da minha amigacontos eróticos família f****** em clube de nudismo.comContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de mulheres da rua dormindoeu não sabia que minha sogra viúva linda e gostosa que ela tava nua dentro do seu quarto eu entrei dentro do seu quarto eu disse pra ela sua buceta raspadinha e linda ela me deu um abraço ela me deu um beijo na minha boca ela deitou na sua cama eu chupei seu peito eu comecei a chupar sua buceta raspadinha ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gemia no meu pau eu fundendo sua buceta ela gozo ela disse pra mim fode meu cu conto eróticoConto erotico desejos de minha esposacontos de cú de irmà da igrejaContos eróticos farmacêutico coroacontos eróticos caminhoneiros animaiscasa do conto minha filha sentou no meu colo de mini saiacontos peguei meu marido da rabo no churrascoconto erótico gay o pai do meu primo pauzudo ela engolia meu pau e colocava o dedo no meu cucontos eroticos vizinhas velhas seduzem menininhosNovinha Bebi porra do meu amigo contoCasadoscontos-flagrei.video porno fudedo a mae da sua manorada sem ela saberwww.contos gays na bebedeira cerveja e xixicontos comendo esposa do valentaoa minha mulher e o casetao cavalarcontos tio enrraba sobrinhocontos eroticos garotas na escolaconto erotico eu era virgem mas o pau erafinoas calcinha. da empregadinha contoConto erotico suruba loucachupando o clitoris da minha cunhadacontos minha mulher me pediu pra comer a irma delaconto xupei o pau do meu amigo pq perdi apostacontos tia de 57 anoscontos eritico acustumou da o cu com tudo mundo dormindoContoseroticosgreludacontoseroticos erotico desejo da mlnha esposaConto erotico esplsa n obraContos bct larga adorooContos de coroa chantagiada pelo genro e gostandosai a noite com minha esposa conhecemos u desconhecido que comeu minha mulherele me enraboVi minha namorada dando pra varios contos eroticoscontos eroticos chantagiei meu padrastoBebendo porra do filhinho contoseroticosmulher aguentamdo casete de cavaloconto erotico esmagou cu esposacontos eróticos sobrinha des de pequenina assanhada e foguenta gostava de pula no colinho do tio e se esfregarPorno dentro do trem verídicocontos eróticos minha tia virou p*** do seu sobrinhofoi no estoque da enpresa que trai meu marido conto eroticodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos eróticos Paula vizinha casada gostosacontos peituda amiga da faculdade