Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VOVô E NETINHA

OBSERVAÇÃO: Todos os meus contos são relatados como num diário, ou seja, mesmo sendo fatos de um passado distante contarei como se tivesse acontecido a pouco tempo. Tenho 30 anos, morena, seios fartos, bumbum grande e cintura fina, cabelos negros, bct lisinha e apertada e, já vivi muitas histárias safadas.rnrnrnVOVÔ E NETINHA - Conto 01rnrnQuerido diário,rndesculpe a demora em escrever em você, mas desde o meu aniversário de 19 aninhos meu vovôzinho não me deixa em paz... No início era sá uma brincadeirinha que tinhamos, mas agora a coisa esquentou...rnrnMeu avô tem mais ou menos 60 anos de idade e é separado da minha avá, ele morou muito tempo sozinho, mas agora por causa de uns probleminhas de grana ele veio ficar um tempo aqui na nossa casa, ele é bem conservado e muito safado também. Sou netinha única, então recebo todos os mimos possíveis, foi por causa disso que começou as "brincadeirinhas" com vovô João.rnrnUm dia estava brincando de casinha no meu quarto quando vovô gritou:rnrn- Princesinha do vô vem aqui...rnrnEu mais que depressa levantei e fui. Chegando na sala ele estava sentado na poltrona do papai vendo um desenho animado e sorrindo bastante. Ele disse:rnrn- Vem fazer companhia ao vô minha princesa, todos da casa sairam e fiquei aqui sozinho. Vem que tá passando um desenho legal.rnrnSentei no sofá e ele logo foi pegando no meu braço e disse:rnrn- Uai, minha netinha, senta aqui no colo do vovô que eu vou ficar fazendo carinho. Eu sei que você gosta quando faço cafuné nos seus cabelos... rsrsrsrnrnEstava usando um shortinho bem frouxo, uma calcinha branca de algodão e uma blusinha regatinha. Meus peitinhos estão começando a apontar e eu não uso sutiãn em casa, sá na escola por causa do uniforme meio transparente.rnrnSentei-me no colo do vovô e fui ver desenho enquanto ele passava as mãos nos meus cabelos, apoiei a cabeça no seu peito e fiquei sentada de lado, com as penas no braço da poltrona. Fui me aconchegando no colo do vovô, quando de repente...rnrnComecei a sentir algo endurecendo entre as pernas do vovô João, roçando no meu bumbum. Achei um pouco estranho mas não quis dizer nada, afinal, era meu avô né!rnrnEle começou a respirar forte e me ajeitar no colo dele e disse:rnrn- O desenho tá bom minha princesa?rnrn- Tá legal, mas seu colo tá um pouco duro vovô... Por quê?rnrn- Ora, não é nada. Assiste ao desenho animado que vou consertando você no meu colo até você não senti a costura grossa e os botões da roupa do vovô viu?rnrn- Tudo bem!rnrnA partir desse momento, ele ia me pegando nos braços e me sentando no colo... Tinha momentos que ele me empurrava forte contra sua virilha ou então, esfregava "a costura grossa" na minha bunda. Quando isso acontecia, ele respirava ofegante e eu sentia uma coisa gostosa dentro de mim me deixando cada vez mais mole e molhadinha. Meu avô dizia coisa sem sentidos no meu ouvido e me apertava contra ele...rnrn- Meu bem - disse meu avô - senta de costas pro vô, quem sabe assim melhora.rnrnAo me ajeitar no colo dele, o safado do meu avô começou a passar a mão na minha bucetinha sobre a calcinha perguntando fingindo está nervoso:rnrn- Uai, o que é isso? Você fez xixi na roupa menina?rnrn- Eu não vovô... rnrn- Mas era sá o que me faltava, deixa eu vê se foi xixi mesmo?rnrnEntão continuei sentada de costas prá ele toda sem graça e sem entender por que minha calcinha estava tão meladinha. Ele esfregava o pau ainda dentro da cueca em minha bunda, entrelaçou um braço sobre meus peitinhos com a outra mão ficava passando os dedos na minha buceta dizendo:rnrn- Nossa, você tá tão molhadinha que parece que fez xixi no colo do vovô (respirava forte no meu ouvido e esfregava seu pau em mim)... Sua mãe vai ficar muito decepcionada em saber que uma moça já grande está fazendo xixi na roupa.rnrn- Por favor vovô, não conta prá ela (eu tbm estava ofegante e ainda não sabia o por quê).rnrnEu sabia que não havia feito xixi, mas aquilo tava tão gostoso que nem percebi como me molhei tanto.rnrn- Ok... Não conto nada se você também não contar. Vou limpar sue bucetinha com meus dedos e depois você vai brincar. Hum minha ninfetinha, como sua bucetinha é lisinha hein? Vai seu o segredo sá de nás dois viu?rnrnE eu sem sentir rebolava nos dedos do meu avô e concordando com tudo.rnrn- Você é a netinha que todo vovô gostaria de ter sabia? Hum minha delícia, eu adoro dar o colinho pra você... Pena que sua mãe tá chegando, se não você ia ver como o vovô pode ser mais carinhoso com você... Ai delícia!!!rnrnFoi aí que eu pensei que ia desmaiar, meu avô começou a dedilhar toda minha grutinha virgem e a roçar com mais força o pau na minha bunda, era uma sensação tão boa que eu melava inteira até que num certo momento, ai ai ai... fiquei molinha e meu avô respirou mais pronfudamente e disse:rnrn- Pronto, a costura grossa não vai incomodar mais você, vai se lavar e brincar com suas bonecas. Eu vou tirar um cochilo aqui e mais tarde levo um presente prá você, mas sá vai ganhar se o que aconteceu agora ficar em segredo ok?rnrn- Ok vovô.rnrnQuando levantei, vi que as calças do vovô estavam tão meladas quanto a minha calcinha! Estava louca prá sentar novamente no colo dele e sentir aquela coisa dura de novo...rnrn(CONTINUA...)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vídeo conto erótico com minha filha bem novinha em um ambiente mais do que delíciaconto erotico cinema varios porno escravaincesto tio ginecologista bolinando sobrinha de dez anosa gostosa d aobrinha pertubando o tio kovem no quarto cheio d teaaoConto erotico transformou a mulher do amigo em putagrande familia dona nene dando a bucetaRenato shortinho coladinho fazendo na rolaconto erótico o que rola em cine Porno do Brasilcontos eroticos era enormecontos eróticos de submissas lésbicas sendo dominada e falando palavrões contos erotico rebolando com dois pauContos eróticos fui cavalgar com meu marido e o cavalo me comeu zoofiliafui corno gosteicontos eróticos no elevadornao vou aguentar tudoconto eroticokauane minha putinha contos eróticosFui Comida pelos colegas do colegios contosconto gay papai gosta que chupem o pau delecontos abusada pelo tiocontoscontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maecunhada casada e timida linda contosteta gostosa contos eroticoscontos eroticos meu avô esfregavaminha sogra/contoContos esposa eo caseiroFoderam gente contos tennscontos eroticos de viganca na frente do cornoXvidio carona estrada desertacontoseroticos cagando na boca do viadocontos eróticos no cu com cachorroscontos eroticos traindo marido na Salapraia guaratuba contos sexovou contar como transei com minha filhaNerdes gay contos eroticoscontos eroticos o empregado me bolinou e gosteicontos de gay que perdeu o cabaço na adolescênciapornodoidonaoComi minha prima safadinha contoao lado do meu marido masturbei um estranho no onibus.contos eroticoscontos eroticos con pau de 24 cmconto erotico amassos na escolavisinha casada o novinho contos com fotosfilho delicia contomorro de tesão pela a minha madrasta/videosmeu corno joga bilhar com os machos contoconto erotico deixando minha esposa ajudar meu sogrocontos eróticos contei detalhes absurdos da picaconto erotico perdi calcinhaconto erotico velha rabudamulher pohen o muscolu da buceta pra foracontos de lesbicas incestuisasconto erótico arrombei o fortãoConto punheteira por acidentecontos eróticos funcionáriadepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalcontos eroticos com a vovócontos eroticos o consertador de maquina de lavar comeu minha mulhercontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico debaixo das cobertasconto amante do manominhasobrinhae sua amigacontosvideos de sexo com cintirinhas finas e bundonacontos eroticos com lesbicas bofinhosMae nao aquenta todo pau do filho no cu apertadoxv inserto chupando a busetinha da novonha dorminogozando pelo cu esposa propria porra contoMeu marido que comer outracontos eróticos da viuvinha peludaContos eroricos transei com minha empregadaConto erotico violentaram minha filha e me obrigaram a participarvisinha casada o novinho contos com fotosurso velho peludo gay contoscontos eroticos ninfeta detalhadocrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticoscontos de engates gays maduroshomens velho gay contostetudaCaidacontos erótico ginecoligista e novinhacavalo gordo assim que meu irmão me mostrouvideos de peladas e meladas de manteiga no cucontos suruba inesperada com a esposa e travestiContos-esporrei na comida da cegaeuconfessocunhadaconto erótico penha SC praiaprofessora recatada pagando boquete pro colega de servico contoscontos eroticos adolecentes brincando de esconder comessaram a dedar meu cu nao demorou e me comeramcasa do conto erotico velhascontos de sexo anal em familiameu primo chupou meus peitinhos e engoli a porra dele contosconto erotici negao me enrabou contos erticos gay clubinho contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos porno esposas estuprados submissoscunhada casada e timida linda contos